Nossa história

pagina_historico

102 anos de história!

O que levaria alguém a deixar sua pátria, sua família para aventurar-se em terras distantes, enfrentando dificuldades e privações? Só mesmo a convicção de que o Deus que chama é o Deus que supre e sustenta. Foi assim com Abraão. Ao ouvir o “sai da tua terra e da tua parentela”, logo obedeceu e foi… para onde mesmo? “Para uma terra que eu te mostrarei”.

A narrativa histórica do Antigo Testamento é uma longa história de chamados: Abraão, Moisés, Josué… A história da igreja de Jesus não é diferente. Deus quer resgatar o homem à comunhão perdida no paraíso. Para essa missão, chamou primeiramente patriarcas e profetas; depois veio a revelação suprema do Pai — Jesus — que organizou a igreja e chamou Seus discípulos a continuar a grande tarefa.

Robert PettigrewNós, discípulos de hoje, somos convocados a continuar essa missão de revelar ao mundo o amor eterno que resgata e salva. É nesse chamado que reside a origem e a razão de ser  da Primeira Igreja Batista de Curitiba, cujo centenário celebramos com alegria e gratidão, honrando a memória daqueles que nos antecederam e plantaram a semente para sermos o que somos hoje. No início do século passado, obedecendo ao chamado do Senhor, o missionário Robert E. Petigrew deixou os Estados Unidos e veio ao Brasil, fixando-se no estado de Alagoas. Fruto de seu trabalho, surgiu aí um nome que começaria a escrever história da PIB Curitiba: Manoel Virgínio de Souza, pai de um de nossos mais antigos e respeitáveis membros, Sofonias de Souza. Nascido em 6 de abril de 1874, na cidade de Pilar, Alagoas, Manoel V. de Souza, bem cedo órfão, ficou aos cuidados da avó. Dificuldades de toda sorte levaram o jovem a exercer as mais diversas atividades: de sapateiro a pastor e músico.

Pr manoel-f-souza Mas seu líder, o missionário Robert Pettigrew foi transferido para o Paraná, fixando-se no litoral. Então, em 1911, são organizadas as primeiras igrejas no estado do Paraná: a de Paranaguá e Antonina. Em 1912, a convite de Pettigrew, o pastor Manoel V. de Souza desembarca em Paranaguá, com toda a sua prole: esposa, nove filhos e a ‘creada’. Reiniciou aí suas atividades evangelísticas, percorreu todo o litoral; ilhas, vilarejos, pequenas comunidades, todos ouviam de ‘seu Virgínio’ as novas do Evangelho. A visão missionária desse pastor, porém, não se restringiu ao litoral; logo subiu a Serra do Mar e anteviu o futuro. Instalado em Curitiba, sua modesta casa tornou-se o templo e sua família, a igreja. Essa é a humilde origem da nossa PIB Curitiba, organizada oficialmente em 13 de maio de 1914, com dez membros e tendo como pastor interino o missionário Pettigrew. Nessa ocasião, levanta-se a primeira oferta missionária: 10.000 réis.

A Comunidade crescia …

O crescimento rápido dessa primeira comunidade Batista obrigou-a a sucessivas mudanças de endereço, culminando na Rua Aquidaban, 44 — atual Rua Emiliano Perneta, que futuramente passou a ser a sede da Faculdade de Direito de Curitiba e Colégio Novo Ateneu. Assim, desenvolveu-se nele o espírito sonhador de luta e fé. Conhecedor do Evangelho, Jesus plantou nele o divino chamado à pregação e evangelismo. Com ardor missionário, sua incansável atividade evangelística o levou a percorrer praticamente todo o estado de Alagoas.

Arthur-and-May-DeterEm 1918, chegou ao Paraná o missionário Artur Beriah Deter e sua família.Também sonhador e ousado, no ano seguinte tomou a iniciativa de construir um templo para a PIB. Ao preço de 14.000 réis, os então 15 membros adquiriram a propriedade localizada à Rua Visconde de Guarapuava, esquina com a Desembargador Westphalen. A aquisição da propriedade e a construção do templo foram mais que projetos ousados, foram desafios de fé, na pequena cidade de Curitiba, capital ainda provinciana, com limitações e dificuldades e com um pequeno grupo de 115 membros de não muitas posses. Mas, quando Deus chama, Ele provê e a dívida de 93.000 réis foi paga com amor e com visão de futuro. Assim, um belo templo de estilo eclético, com capacidade para mil pessoas, foi erguido para a glória de Deus. A pedra fundamental foi lançada em 15 de abril de 1923 e a inauguração do templo ocorreu em grande solenidade pública, no dia 1.º de janeiro de 1924.

Os anos se passaram e a igreja cresceu. De Robert Pettigrew, A B Deter, João Emílio Henck a Ben Oliver, — enfim uma galeria de ilustres e dedicados servos de Deus lideraram entusiasticamente esta igreja. O pastor João Emílio Henck, além de exercer um ministério marcante, de 1933 a 1948, promoveu uma ampliação nas instalações do templo e também foi um dos líderes pioneiros na organização da Sociedade Evangélica Beneficente e das campanhas para a construção do Hospital Evangélico de Curitiba. Sua esposa, dona Agá, foi a organizadora e primeira regente do coral A B Deter, grupo que, desde então, se dedica a ministrar louvor com qualidade e devoção. Em 1939, ano de seu Jubileu de Prata, a igreja tinha 183 membros.

 Alvará de construção no terreno da Av. Batel.

Alvará de construção no terreno da Av. Batel.

De 1951 a 1959, o pastor Walter Kaschel dirigiu a igreja e implantou a abençoadora prática de retiros espirituais durante o Carnaval, prática que ainda hoje é observada e que em muito contribui para a comunhão e edificação da igreja. Em 13 de maio de 1964, a igreja, agora com 674 membros, sob a liderança do pastor Harald Schally, teve o privilégio de comemorar festiva e solenemente seu Jubileu de Ouro. Estavam presentes à solenidade inúmeros pastores de outras denominações, representantes do Governo do Estado, da Assembleia Legislativa e da Câmara Municipal de Curitiba. Durante o ato, prestou-se uma sincera e justa homenagem ao já saudoso pastor Manoel Virgínio de Souza por seu pioneirismo e dedicação à obra Batista no Paraná. Deus é bom!

À medida que o tempo passava, a igreja crescia e se fortalecia, de tal maneira que o templo da Visconde, além de estar comprometido em sua estrutura física, já não comportava mais seus membros. A única saída era procurar um novo espaço e construir um novo templo. E a igreja, desejosa de ver o reino de Deus se expandir, foi à luta com garra e muita oração, sob a liderança do pastor Marcílio Gomes Teixeira.

A história da aquisição da nova propriedade, no bairro Batel, e da construção do novo templo merece um capítulo à parte. Tantos foram os desafios quanto o empenho e dedicação dos membros, sobretudo a boa mão do Senhor a conduzir e abençoar.

O atual Templo

Sob a direção dos pastores Henrique Diedan e Dereck Punchard, veio a mudança, mais rápida do que o esperado, pois a antiga construção já apresentava algum perigo. O ginásio de esportes, construído primeiro, abrigou a igreja enquanto o prédio de educação religiosa e o templo eram construídos.

Anos 70

Terraplanagem do terreno da Av. Batel.

1985

Mutirão dos irmãos para a construção do Ginásio.

1986

Culto no ginásio inacabado.

 

1988

Pr. Paschoal Piragine Jr. assume o pastorado da igreja.

Anos 90

Ginásio concluído

Anos 90

Cultos no Ginásio

1999

Nataleluia e Ceia do Senhor no templo principal ainda em construção.

2000

1ª Etapa da Cobertura Instalação vigas metálicas

2001

Estrutura metálica da cobertura concluída.

2003

Os cultos dominicais estavam lotados e já não cabiam mais gente. Pela fé, em 2003 entramos no novo templo com a certeza que o Senhor nos abençoaria neste novo tempo.

2012

Nataleluia – Espetáculo de Natal da igreja se torna um dos maiores espetáculos do Brasil, entrando no calendário oficial da Prefeitura de Curitiba e sendo notícia no Jornal Nacional.

2013

Reta final para o acabamento e inauguração oficial no dia 13 de Maio de 2014, data de aniversário de 100 anos da igreja.

2014

Templo principal em fase final de acabamento.

Hoje

Pr. Paschoal Piragine Jr e sua esposa Cleusa. Líderes que nos inspiram e abençoam as nossas vidas desde 1988.

A igreja do presente, agora conta com cerca de 7.000 membros e uma equipe pastoral comprometida e atuante. Ao celebrar seu centenário, a igreja expressa toda gratidão ao Pai Eterno e honra seu atual pastor como um homem chamado por Deus para esse ministério, sabendo que também esta igreja é chamada a fazer diferença. Como Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Josué… somos chamados a revelar ao mundo o amor do Salvador. Que o Senhor nos inspire a cumprir esse chamado, a continuar plantando a boa semente e que toda a honra e a glória sejam a Ele para todo o sempre.

Share This