Uma Nova Identidade Espiritual

Ministério de Missões

novaidentidade

É sempre bom conhecer o trabalho das pessoas que atendem plenamente o chamado de Deus para o seu Reino e para as pessoas ao seu redor. Um desses trabalhos maravilhosos é o do Ministério Nova Identidade.

A missão do Nova Identidade começou  em novembro de 2011, quando um grupo de pessoas, tocadas por Deus, começou a evangelizar no meio do Passeio Público, ponto conhecido pela concentração de mendigos, viciados e garotas de programa. Na primeira missão, uma ação muito simples, mas estrondosamente significativa: presentear essas pessoas com um botão de rosa, e uma cartinha, dizendo que alguém que os amava muito mandou entregar.

As pessoas ficaram muito felizes, e aceitaram muito bem esse gesto simples de afeto, do qual certamente sentem muita falta. Elas foram surpreendentemente receptivas, demonstrando um carinho juvenil, ao contrário do que o preconceito compele a pensar. O grupo orou com quem se sentiu à vontade, e anotou os pedidos de oração dos demais, fazendo com que aquele universo de dor e necessidade básica se abrisse ainda mais diante de um grupo cristão sedento em estender a mão de Jesus para ajudar suas ovelhinhas.

Continuando com esse compromisso de amor, o grupo sentiu a seriedade dessa responsabilidade. Por isso, sentiram que seria prudente se dedicar a se preparar mais para atender satisfatoriamente a necessidade daqueles filhos de Deus. Logo, consagraram suas mentes e seus corpos a Deus através do jejum, buscando uma santidade mais profunda, se dedicando ao estudo e a trocar experiência com outros grupos que já estavam nessa jornada há mais tempo.

Logo, mais pessoas se uniram ao grupo, e em 2012 dois de seus participantes viajaram para Belo Horizonte no dia Internacional da Mulher, fazendo parte de um impacto evangelístico  em conjunto com a JoCUM-BH. Posteriormente, com cada integrante sendo capacitado conforme o Espírito Santo apontava, em novembro do mesmo ano mais uma integrante participou do SEIS – Seminário Intensivo de Sexualidade, através da JoCUM de Almirante Tamandaré.

Com esse respaldo, hoje o Ministério é formado por cinco pessoas, sob a liderança do Pastor Eliézer Magalhães. É incrível como a Palavra de Deus tem o poder de refinar o olhar e a sensibilidade de um ser humano, fazendo com que ele enxergue através de uma situação corriqueira com uma perspectiva espiritual. Pois no último Dia Internacional das Mulheres, em 2013, o amor de Jesus buscou carinhosamente o coração das mulheres que são vistas como de quinta classe pela sociedade. Mulheres cuja denominação é vista como uma ofensa a qualquer mulher. As prostitutas. Almas menosprezadas pela sociedade, cujos  corações absolutamente não têm menos valor diante d’Aquele que as moldou com suas mãos. E quem, além de Jesus, iria querer homenageá-las e fazê-las saber que suas vidas são especiais, sagradas e de máximo valor aos Olhos Santos?

Sob essa missão, o Ministério convidou alguns voluntários e homenageou várias prostitutas, entregando uma rosa, um evangelho de João e um cartão com o contato do Ministério, que sempre estará de braços abertos a elas. A homenagem foi feita entre os dias 8 e 9 de março, das 23h30 às 3h30, em diversas ruas da região do Centro e do Boqueirão, e dentro de cinco prostíbulos. O saldo foi muito positivo, ao passo que vários clientes também foram presenteados com um dos 70 livretos do evangelho distribuídos, ou uma das 80 rosas.

Embora muitos denominem as garotas de programa como “Profissional do Amor”, as reações de muitas delas foram evidentes que elas nunca experimentaram um gesto genuíno de amor. “Nossa, essa rosa é pra mim?!” E abraços bem apertados e sorrisos largos de gratidão mostravam um encontro simples do amor divino tocando a vida de crianças que nem acreditavam mais no amor. E tanto essas mulheres quanto os seus clientes foram impactados por apenas um segundo do olhar amoroso do Senhor sobre suas almas machucadas e violadas, as quais o Senhor nunca deixou de amar.

Por isso, o cristão precisa ser cuidadoso com as pessoas as quais a sociedade despreza, pois elas não são menos valiosas para o Senhor. E estender desprezo e palavras vis ao filho perdido pelo qual uma mãe derrama suas lágrimas todas as noites não é  nem um pouco cristão, além de ser até perigoso. Pois tudo o que o Senhor ama, o cristão também ama. Pois para um filho, nada como ver o sorriso satisfeito de sua mãe. E é por isso que o Ministério Nova Identidade trabalha todas as semanas.

 

por por Ivam Rodrigues | Redator Voluntário | ivam.rodrigues@pibcuritiba.org.br

 

Publicado: Revista PIB | 14 de Abril de 2013 | Ano IV | Edição 15

Share This