Como Manter o Amor em Alta

Ministério de Casais

“Não deixe o tempo apagar a chama que aquece o seu casamento, mas tranforme-o num aliado na busca por uma relação sólida e construtiva.” Cantares de Salomão expressa de modo sublime e profundo como manter o amor em alta, exprimindo um viver nupcial diário. No capítulo primeiro verifica-se o anelo da esposa pelo esposo: “Beije-me ele como os beijos da sua boca; porque melhor é o seu amor do que o vinho” (v2). Já no capítulo terceiro o esposo exprime o seu amor pela esposa elevando-a, falando de seu perfume, da sua formosura. No capítulo quarto, descreve-se: “Os teus lábios são como um fio de escarlata e o teu falar é doce”(v3), “tu és toda formosa, amiga minha e em ti não há mancha” (v7). No capítulo quinto, observa-se um estremecer no relacionamento, mas em seguida a esposa segue seu esposo, busca-o, e reconcilia com ele. Em Cantares 6.3 vê-se o reforço “eu sou do meu amado e o meu amado é meu”, mostrando um amor genuíno e fiel, sem manchas, pautado na verdade que um sente pelo outro. E, para encerrar, no capítulo oitavo, há expressão do amor inalterável do esposo para com a esposa: “Põe-me como selo sobre teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte, e duro como a sepultura o ciúme; as suas brasas são brasas de fogo, labaredas do Senhor. As muitas águas não poderiam apagar esse amor nem os rios afogá-lo” (8.6-7). Muitos casais fracassam porque perdem a sua dedicação e confiança mútua com o passar do tempo, esquecendo-se dos seus votos conjugais, entregando-se às intempéries da vida, à monotonia do cotidiano, às lutas incansáveis e às discussões acaloradas no fim de um dia de exaustão. É por isso que a Bíblia incita-nos a olharmos para Cantares e renovarmos os nossos votos a cada dia, como o fazemos com Cristo, nosso amado noivo e com quem anelamos viver eternamente.

 

FONTE INESGOTÁVEL

Apóstolo Paulo escreve aos Coríntios que o amor não procura seus interesses (1 Co 13.4-5). Portanto, uma vez eleito o seu amor, dedique-se a ele. Busque o melhor para o seu cônjuge: “Fazê-lo feliz deve ser seu principal objetivo”. Não esqueça, o amor é construtivo. Ao invés de diminuir o seu cônjuge, tente pensar num modo de elevá-lo. Concentre-se nas suas virtudes e não nos seus defeitos. Cure suas feridas aos pés de Jesus, lance as mágoas no mar do esquecimento. Ame como Cristo amou e a si mesmo se entregou por nós. Segundo Betty Jane Grams, autora de Mulheres Cheias de Graça, o amor “não conserva um livrinho preto, um registro das ofensas recebidas”. Essas irritações e feridas enfraquecem o casamento e destroem o diálogo sadio e construtivo. Um outro modo eficiente de se manter o amor em alta é o casal orar junto. A oração conjunta aproxima você e seu cônjuge, mantendo-os extremamente ligados. “O casal que hora junto permanece junto”. Comece a sua oração agradecendo e no seu agradecimento louve a Deus pelo seu esposo (a), destacando perante o Senhor as qualidades do marido (mulher) que Ele lhe deu. Acrescentando, coloque a Palavra de Deus como fonte inesgotável do seu casamento. Leiam juntos a Bíblia Sagrada. Leiam e meditem nela, se possível, todos os dias (nem que seja ao menos um versículo). Diminuir os compromissos em favor do lar e do casamento trará inúmeros benefícios. Aumente o envolvimento com o seu cônjuge. Um lar sólido proporcionará muitos outros lares abençoados e uma igreja poderosa. A pressão do tempo e do cansaço podem afetar o seu relacionamento. Avalie e submeta ao Senhor antes de comprometer-se, pois na escala de prioridades temos primeiro o Senhor, segundo o cônjuge, terceiro a família, em quarto o trabalho e em quinto, a igreja. “O QUE VOCÊS TÊM EM COMUM PRODUZ ESTABILIDADE NO RELACIONAMENTO. AS DIFERENÇAS TRAZEM BRILHOS E QUEBRA DE MONOTONIA”.

 

Como Aquecer o Amor

Lembre-se que as coisas vocês têm em comum produzem estabilidade no seu relacionamento e as diferenças trazem um brilho e quebra de monotonia.

  • Saiam juntos para um lanche, ou uma fugidinha de um dia na cidadezinha mais próxima. Não é um hotel cinco estrelas que vai fazer vocês mais felizes, nem mesmo um motel para despertar prazeres, mas sim, um momento só a dois. Pode ser um passeio a pé, uma simples estadia num hotel gracioso, uma ida para assistir a uma orquestra sinfônica ou apenas apreciar a natureza.
  • Inicie o dia abraçando o seu cônjuge e abençoando-o. Termine o dia com um chá a dois, ou requinte com um pequeno jantar. Se ele (ou ela) quiser assistir ao jornal, ofereça-lhe um lanche.
  • Massageiem um ao outro quando possível. As tensões do dia enrijecem os músculos, especialmente do pescoço, ombro e costas. Um toque alivia. Ligue de vez em quando só para dizer que o ama.
  • Passe por cima do “eu preciso”e ofereça seus ouvidos para escutá-lo.
  • Não hesite em distribuir abraços e beijos ao seu cônjuge e mesmo aos seus filhos.
  • Faça surpresas ao seu esposo (a): um jantar especial, uma caixa de bombons, flores, bilhetes amorosos, uma arrumação de gavetas etc.
  • Quando com amigos, conte o quanto aprecia estar junto e, como em Cantares, faça o seu casamento melhor que o vinho: a cada ano mais sólido, profundo e enriquecido das bênçãos do Senhor.

 

 O propósito:

“O propósito do Ministério de Casais é envolver os casais da igreja de forma a comprometê-los e capacitá-los através do ensino, aconselhamento e acompanhamento a fim de torná-los casais referenciais e aptos para exercerem com amor o seu ministério, promovendo a integração, a restauração, o crescimento e a dignidade no poder do Espírito Santo”. Objetivos: Coordenar atividades cristãs sócio-recreativas, tais como: palestras, debates, retiros, jantares, estudos específicos. Prestar auxílio a casais com filhos recém-nascidos ou que busquem algum tipo de ajuda. Promover o fortalecimento da vida conjugal dos casais da igreja e ajudá-los a testemunhar de Cristo a outros casais e famílias.

 


Líderes: Wanderley & Meire de Carvalho

Contatos:
(41) 3091-4358
casais@pibcuritiba.org.br

Share This