Entrega Total

Mas Jesus lhes ordenou: Deixai vir a mim as crianças...

Mas Jesus lhes ordenou: “Deixai vir a mim as crianças, não as impeçais, pois o Reino dos céus pertence aos que se tornam semelhantes a elas” (Mateus 19.14)

Eu amo a Palavra de Deus por completo. Vejo a Bíblia como uma carta de amor de um Pai zeloso aos Seus filhos. São 66 livros que despertam em mim e em você o desejo contínuo de permanecer buscando-O. Não é verdade?

É incrível como, a cada amanhecer, as escrituras parecem renovar-se e algo “novo” destaca-se diante dos nossos olhos. Preciso admitir que há uma paixão especial em meu coração pelo Novo Testamento, principalmente pelos diálogos de Jesus. Em algumas versões das escrituras, estes diálogos aparecem destacados na cor vermelha, o que acaba atraindo minha atenção de imediato.

Algo interessante e bastante comum é notarmos o quanto Jesus fazia uso de metáforas para ensinar ao povo. Segundo o Dicionário Aurélio, metáfora é uma figura de linguagem que estabelece uma transferência do significado de uma palavra para outra, por meio de uma comparação não explícita. Definitivamente, adoro metáforas, em especial quando vêm do Mestre. Entre tantas metáforas e histórias contados por Jesus, a que ministrou em meu coração recentemente está no livro de Mateus capítulo 19 versículo 14.

Fiz questão de deixar o versículo logo no início do texto pra que você possa meditar nesta preciosa verdade comigo. Enquanto lia esta passagem, questionei-me sobre o que Jesus quis dizer ao afirmar que “se tornam semelhantes a eles”. Claramente o Mestre estava Se referindo às crianças, e de forma simples e imediata o Espírito Santo trouxe à memória uma experiência que vivi nos últimos meses. Recentemente conheci a irmã caçula de uma amiga do trabalho, uma garotinha adorável de apenas seis anos de idade. O fato de eu adorar crianças contribuiu pra que nossa rápida amizade se formasse, e quando percebi ela já queria fazer tudo ao meu lado.

Em poucas horas juntas, já dizíamos que éramos as melhores amigas! Ela queria brincar comigo, trabalhar ao meu lado, andar pelos corredores da igreja junto, e até me convidou para uma noite das meninas em sua casa. Pura fofura. E quando menos esperei, aquela rápida e fofa amizade me ensinou profundamente. A garotinha me abraçou de forma espontânea e disse que me amava.

Entrega. Cumplicidade. Pureza. Amor.

Ao lembrar desta experiência tão simples, consegui compreender a profundidade da mensagem que Jesus nos deu: sejam como eles. Entreguem-se como eles. Amem como eles. Quando nos tornamos adultos, muitas vezes deixamos de entregar-nos por inteiro nos braços do Pai. Concluímos que, por sermos “grandes”, já conseguimos caminhar sozinhos e tomar nossas próprias decisões. “Eu não preciso de Deus!” “Isso eu posso resolver sozinho!”… São tantas frases sem pé nem fundamento! Nem imagino o quanto o coração de Deus como Pai deve doer diante disso tudo!

Pare de querer resolver tudo sozinho. Deixe o Pai ajudar você. Volte para os braços dEle, e como uma criança amorosa, renda-se por completo.

A mensagem que gostaria de deixar hoje é muito simples: aprenda com aqueles que Jesus destacou como referência.

Voltemos à essência.

Jornalista Juliana Reis

Ministério de Comunicação

Share This